31 março, 2010

  
“O VALOR DO PERDOAR”


Deus em toda a sua infinita misericórdia, nos estendeu as suas mãos  dando-nos o perdão pelos nossos pecados. Jesus Cristo perdoou até mesmos aqueles que o crucificaram, somos a imagem e semelhança de DEUS em espírito, como não poderíamos perdoar?

Vivemos o período da graça de Deus, que significa um favor imerecido, e é justamente isso, ele nos perdoou mesmos não merecendo esse perdão.

Quando Jesus falou a seus discípulos que deveriam perdoar 70x7, ele não queria quantificar o valor do perdoar em nossas vidas, mas sim dizer que todas as vezes que alguém nos machucasse que incluíssemos esse perdão nessa conta.

Todos nós somos chamados a perdoar. Por quantas vezes DEUS não perdoou ao povo que escolheu para ser seu, sendo ele santo e justo e o povo pecador e maldizente.  

Perdoar alguém que te decepcionou é difícil, mas Jesus é a grande prova que isso é possível, sejamos então seus imitadores em tudo!

Paz,
Fernando Saraiva

11 março, 2010

A PREGAÇÃO DA FÉ


A bíblia nos diz que a nossa justiça deve exceder a justiça dos fariseus, entretanto, nos últimos dias vem ocorrendo o contrario! O mundo carece de amor, de atitude, de paz, de altruísmo, e me questiono onde estão os cristãos que deveriam ser o sal e a luz dessa terra?

A resposta é simples: __Estamos escondidos nos templos, suplicando a DEUS que salve a humanidade, mas nada fazemos para que esta seja salva! Em minha conversão ao evangelho evangélico, achei que era dever dos cristãos serem protagonista da sociedade, mas não conseguimos nem o básico, o que dirá de sermos chamados de cooperadores de Cristo.

Creio no poder de Deus, creio no poder de seu chamado em nossas vidas, e é justamente esse dever que me chama a anunciar o evangelho, e não para ser meramente mais um número no censo das religiões no Brasil.

Vejo nos púlpitos homens “ungidos”, que gritam, sapateiam, profetizam, mas entregam uma mensagem morta! Uma mensagem que não provoca mudança em seus fieis e nem mesmo conseguem chegar lúcida e clara na porta da igreja.

Minha alma pentecostal clama por almas, pelas almas daquelas milhões de pessoas que estão sem Cristo em suas vidas e é perigoso a minha nova consciência fugir dessa missão.

Não quero viver uma fé segregadora e alienante, ou que tão somente se abasteça do fogo do espírito e de seu poder renovador, eu quero mais, quero ir além da santificação das vestes, da bíblia decorada de cabeça, da denominação que eu pertença, não quero exaltar as qualidades de minha igreja e nem esconder seus defeitos, não quero sair falando de outras, mas tão somente de Cristo.

Quero seguir o caminho em direção às almas, aos sem Cristo. Quero dar a minha vida ao evangelho e dividir esse fogo que arde em mim, somos igrejas e eu quero ser um plantador de igrejas ao redor do mundo, quero ser um pregador de Cristo, um missionário de sua mensagem, um cooperador em seu reino, mas uma coisa é certa “longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.” Gl 6.14

Graça e Paz

Fernando Saraiva

09 março, 2010

“O TOMÉ QUE MORA EM NÓS”



Agora cantarei ao meu amado o cântico do meu querido a respeito da sua vinha. O meu amado tem uma vinha num outeiro fértil. E cercou-a, e limpando-a das pedras, plantou-a de excelentes vides; e edificou no meio dela uma torre, e também construiu nela um lagar; e esperava que desse uvas boas, porém deu uvas bravas. Agora, pois, ó moradores de Jerusalém, e homens de Judá, julgai, vos peço, entre mim e a minha vinha. Que mais se podia fazer à minha vinha, que eu lhe não tenha feito? Por que, esperando eu que desse uvas boas, veio a dar uvas bravas? Is 5.1-4.

Deus sempre espera o melhor do homem, foi assim no Jardim do Éden e é assim hoje em dia, no entanto, por sermos filhos da desobediência, agimos com cinismo e muitas vezes zombamos de Deus, não lhe conferindo a sua devida glória, mas ele conhece nossas obras “que tens nome de que vives e estás morto” Ap 3.1b.

Somos uma geração má e corrupta que pede um sinal, mas que poderia ser o mais espetacular de todos, mas mesmo assim iriam duvidar, iríamos levantar calunias, e protestariam, afirmariam que é um charlatanismo barato, enfim reprovaríamos todas as provas que pedimos justamente para vivermos confortavelmente escravos do pecado.

O apóstolo Tomé que andara com o mestre duvidou abertamente sobre a ressurreição de Cristo, como se houvesse alguma coisa impossível para Deus, ele recuou em sua dúvida ao tocar as chagas do mestre, mas muito melhor serão aqueles que não vendo creiam.

Há pessoas que não acreditam em Deus, talvez por que nunca quiseram de fato o encontrar, mas Deus é fiel e mesmo na pouca fé, ele mostra a força necessária para se crer nele, pois a “Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos.Sl 19:1-2

Quando o homem descer do seu pedestal de arrogância e prepotência assim como Tomé, Deus estará pronto para mostrar as chagas pelas quais nos deu a vida eterna. Eu creio nisso!

Amém,
Fernando Saraiva


03 março, 2010

“UMA SOCIEDADE SEM DEUS”


Desde tempos remotos a humanidade vem tentando criar o seu próprio Deus, um deus que fale a sua língua, que aja conforme as suas próprias emoções. Hoje esse idealismo vem confrontar e roubar a nossa juventude, uma juventude anestesiada pelo consumismo e pelo alto ego, uma juventude que vem se defraudando e se destruindo com suas próprias mãos.

Falam-se muito em independência, no entanto, estes, bem como todos aqueles que acabam por negar Deus, acabam algemados pelas suas próprias consciências e tornam-se dependentes de si mesmo, de seu humor, de seu agir, do seu comportamento individualizado.

Quanto Israel pediu um rei para si, seguindo o exemplo das nações vizinhas, negaram tudo aquilo que Deus os havia entregue, pobre Saul, mal sabia ele no que estava se metendo.

A sociedade como um todo alterou por conta própria os reais princípios e valores que regem ou deveriam reger a existência do homem, vejamos e avaliamos o caso de JESUS E BARRABAS, seria possível um povo entregar o seu REI, seu DEUS, seu SIMBOLO a morte! Si foram capazes. Zombaram dele “Salvou os outros, a si mesmo não pode salvar-se. É rei de Israel! Desça da cruz, e creremos nele.” Mateus 27:42.

Um povo desobediente pedia um sinal, mas, mesmo se CRISTO tivesse descido da cruz, e protagonizasse esta maravilhosa cena, esperada por muitos, eles afirmariam: Ele tem demônios, ele tem demônios e iriam prendê-lo novamente e com mais força naquela cruz.

Hoje falamos tão pouco de Deus, mais sempre o culpamos quando algo vai errado em nossas vidas! Quando aceitei o desafio de ser um cristão, aceitei não por que estava na moda, mas por que senti o arder de Deus em meu coração e hoje sei que é real, e como eu quero que os meus amigos, meus companheiros de jornada pudessem sentir aquilo que hoje sinto.

Oro para que eles e todos aqueles sem Cristo, destampem seus ouvidos e ouçam aquilo que Deus tem falado. 

Amém,
Fernando Saraiva

LinkWithin -

Related Posts with Thumbnails